Diferença entre Nicho e Persona

Diferença entre Nicho e Persona

Quando começaste esta saga de trabalhar por conta própria, de certeza que te deparaste com inúmeros termos que, para muitos de nós, só têm lógica noutros contextos ou eram completamente desconhecidos.

Pelo menos foi isso que acabou por acontecer connosco!

Somos diariamente bombardeados com informação sobre o que fazer, o que não fazer, como fazer…

E, a certa altura, o nosso cérebro fica mais embrulhado que um par de fones num bolso!

Por isso temos mesmo de te perguntar…

Qual a diferença entre nicho e persona? Será que sabes distingui-los?

Se não souberes, não fiques preocupado!

É isso mesmo que vamos clarificar já de seguida.

Começar pelos básicos

Antes de saberes distinguir uma coisa da outra, deves saber o que são!

E, para tal, nada mais simples que ir ao dicionário!

Nicho:

  1. Área restrita apropriada para ser ocupada por determinada coisa ou pessoa
  2. Parte restrita de um conjunto mais alargado, com características específicas comuns
  3. O mesmo que nicho de mercado.

Nicho de mercado:

  1. Parcela de mercado composta por um público com necessidades específicas que, geralmente, ainda são pouco exploradas ou inexistentes comercialmente

Persona (também mencionada como avatar)

(palavra latina persona-ae, máscara, personagem, papel, carácter, indivíduo, pessoa)

  1. Uma identidade ou carácter assumido.

Ou seja, de uma forma simples nicho é a parcela de mercado em que vais atuar e a persona é o caráter assumido de um indivíduo pertencente a essa parcela.

Nicho e Persona estão interligados?

nicho e persona

A resposta é “sem dúvida!”.

É dentro de um nicho que vais encontrar a tua persona.

Mas atenção! Um nicho não corresponde a uma única persona!

Num único nicho podes ter um sem número de personas com características bem distintas.

Um exemplo:

Vamos imaginar que queres trabalhar com pequenos empresários. Mas estes podem ser enquadrados em diferentes categorias:

  • Donos de lojas
  • Freelancers
  • Pequenos artesãos
  • Produção agrícola
  • Restaurantes
  • e muito mais…

Podes, também, dividi-los em categorias de rendimento, há quanto ano estão no mercado, etc, e cada um vai ter necessidades completamente diferentes.

Mas, ainda assim, este tipo de categorização não é suficiente, pois ainda faltam os dados demográficos, psicográficos, comportamentais, etc.

Ou seja, o ideal é passar de “Eu trabalho com pequenos empresários com uma faturação que vai de 40.000€ a 60.000€ anuais” para:

“O meu cliente ideal é um pequeno artesão, entre os 30 e os 35, casado, com 2 filhos, que vive no campo e é adepto da vida sustentável.”

Ou então…

“O meu cliente ideal é uma mulher freelancer, entre os 25 e os 30 anos, solteira, sem filhos, adepta de novas tecnologias e viciada na vida rápida da cidade”

Nestes exemplos acima vês que as necessidades, dores, preocupações e ansiedades destes dois tipos de clientes, são completamente diferentes, embora pertençam ao mesmo nicho de “pequenos empresários”.

Daí ser tão importante perceber a diferença entre nicho e persona, para assim poderes desenhar a tua persona, de modo a construíres uma imagem o mais aproximada possível da pessoa com quem queres trabalhar e comunicar.

Um exemplo de persona

diferença entre nicho e persona

Com base na informação que demos anteriormente, e nas categorias mencionadas, deixamos-te o exemplo da construção de uma persona:

“O meu cliente é o Miguel. Tem 35 anos, é casado e pai de dois filhos.

Viveu anos na cidade, mas, depois de ter sido pai do segundo filho, e preocupado com o impacto negativo da poluição e em busca de uma vida mais saudável e mais conectada com a natureza, decidiu, em conjunto com a sua esposa, largar a vida agitada da cidade e mudar-se para o campo, em busca de uma vida mais eco-friendly e sustentável.

Aprendeu atividades tradicionais que estavam a cair no esquecimento e dedica-se à produção de peças de mobiliário com base em madeira e móveis reciclados, dando nova viva ao que era considerado velho e inutilizado.

É vegetariano há 5 anos, e a vida sedentária da cidade já se começa a fazer notar numa barriguita que ele tenta diminuir com longas caminhadas pelos campos.

É ávido utilizador de internet, que usa tanto para procurar materiais e inspiração para os seus trabalhos, como para partilhar ideias e obter conhecimento sobre modos de vida sustentáveis.”

Como vês, há várias características do Miguel que são muito específicas, e que vão influenciar não só o modo como comunicas com ele, como onde comunicas com ele!

O ideal é que as pessoas como o Miguel (não obrigatoriamente iguais, mas que se identifiquem com algumas das características) sintam que estás a falar diretamente com eles.

Que lhes falas ao coração! Que as compreendes!

Oferece os teus serviços onde sentes e sabes que podes oferecer mais valor a quem te possa ouvir no meio de tantas mensagens com que são impactados diariamente.

A diferenciação da tua mensagem e a forma certeira como abordas a tua persona farão com que ganhes a sua atenção e, potencialmente, o seu negócio!

Conclusão

Perceber a diferença entre nicho e persona, mas também a sua interligação, é muito importante para que consigas tornar a tua comunicação o mais eficiente possível.

Compreender exatamente quem é a tua persona é tremendamente importante para o sucesso do teu negócio pois permite-te criar não só materiais de comunicação, mas também produtos desenhados à medida do teu cliente ideal.

Quanto mais definida estiver a tua persona, mais fácil será criar uma estratégia de marketing que te estabeleça como especialista no teu nicho.

Se ainda tens dúvidas sobre estes temas, em abril de 2021, o VAmos Club, é inteiramente dedicado ao nicho!

Adere à membership e tem acesso ao Guia para Criação de Persona entre outros recursos que vão ser uma super ajuda nesta e outras dúvidas.

Deixe uma resposta