Como encontrar um nicho

Como encontrar um nicho

Lá vamos nós com a conversa do nicho e público-alvo…

Parece que toda a gente fala sobre isto, não é? Mas é tão difícil…

É bem verdade!

Encontrar um nicho não é, por norma, uma tarefa fácil.

Porque nos obriga a pensar muito bem no que queremos fazer (a nível de serviços) e para quem.

E, especialmente no início, aceitamos tudo, não é verdade?

Mas essa NÃO é a melhor forma de manter um negócio enquanto assistente virtual e daí que seja muito importante saber como encontrar um nicho.

O que é um nicho e porque precisas de um

Encontrar um nicho é o mesmo que definir para quem vais trabalhar, em que moldes, a que preços e em que modelo de negócio.

assistentes virtuais cujo nicho são serviços, por exemplo. Podes incluir:

  • Agentes imobiliários;
  • Dentistas;
  • Psicólogos;
  • Etc.

Outros AV’s dedicam-se a auxiliar empresas que revendem produtos, como:

  • Lojas e-commerce;
  • Pastelarias;
  • Moda e acessórios;
  • Etc.

Acima estão descritos nichos.

Mas, dentro dos nichos, podes ter sub-nichos, pois há aéreas muito abrangentes (como a do e-commerce).

Mas vamos a uma coisa de cada vez!

como encontrar um nicho passo a passo
Foto de Kelly Sikkema no Unsplash

Como encontrar um nicho em 3 passos

Passo 1: Diz-me o que fazes, dir-te-ei quem precisa de ti

Parece algo épico, mas podes acreditar que é verdade!

Em palavras que se percebam melhor, a primeira coisa a fazer é definir como vais trabalhar, ou seja:

  • Que serviços prestas;
  • Quanto tempo/quantas horas vais dedicar a ser AV (algumas pessoas começam com a profissão como part-time e só depois passam a full-time);
  • Qual o teu valor ideal por hora.

Tudo isto está intrinsecamente ligado, daí que te aconselhemos a definir os 3 ao mesmo tempo.

Para facilitar o teu trabalho, podes fazer download de lista gratuita de 45 serviços prestados por assistentes virtuais.

Ao escolher os serviços que queres prestar (aqueles que melhor sabes fazer), já estarás a filtrar o teu nicho.

Nem toda a gente vai precisar de gestão de base de dados; nem todos vão precisar de gestão de redes sociais.

Isto apenas para dar exemplos!

Para além disto, pensa também no tempo que podes dispensar às tarefas.

Assim consegues definir a quantidade de clientes de que precisas e o máximo de clientes que podes ter.

Passo 2: Testa o Nicho

Associado ao tipo de serviço que prestas, pensa nas áreas e pessoas com quem te poderias relacionar.

Aquelas que potencialmente partilhem os teus valores, e sobre as quais tens algum conhecimento.

Por exemplo, se não tens conhecimentos sobre exercício físico e ginásios, será mais difícil conseguires perceber as necessidades deste nicho.

Por outro lado, se tens algum conhecimento sobre comerciais imobiliários, podes apresentar os teus serviços de uma forma mais completa e prever as suas necessidades.

Parte de saber como encontrar um nicho também passa por testar aquilo que achas que resulta VS aquilo que realmente resulta.

Se tens algum orçamento para tal e tens presença online (website ou redes sociais), podes investir em alguma publicidade em que segmentas o público-alvo.

Aí podes analisar se há mais ou menos procura e interação, e se encontraste o nicho certo.

Não fiques frustrado por não conseguir à primeira!

Lembra-te que a Vera só conseguiu definir bem o nicho passados quase 6 meses!

Passo 3: Aborda o Nicho

encontra o teu nicho
Foto de Adam Solomon no Unsplash

Se já tens a tua lista de serviços e tens o teu nicho definido, está na altura de o abordar.

Podes fazê-lo de várias formas:

  • Publicidade online;
  • Email;
  • Mensagens no LinkedIn;
  • Chamada telefónica;
  • Visita presencial.

Da publicidade já falamos um pouco no passo 2, por isso vamos passar essa à frente.

Mas a segunda que melhor funciona é mesmo o email.

Se tiveres uma base de dados de emails do teu nicho que não seja superior a 500 ou 1000 emails, tens algumas ferramentas de email marketing que te vão ajudar.

Se preferires enviar um email mais personalizado (que acaba por ter uma taxa de abertura maior), nunca envies para mais que uma pessoa ao mesmo tempo, mesmo que seja em BCC!

Conclusão

Encontrar um nicho ajuda-te a ser melhor.

Porque te vais focar no que gostas e sabes fazer, e, à partida, trabalhar com pessoas que partilham os mesmos gostos e valores que tu.

O artigo define muito bem a importância de encontrar um nicho, mas se ainda precisas de mais um empurrãozinho…

Fala aqui connosco 🙂

Já tens o teu nicho? Partilha connosco nos comentários a história de como o definiste 🙂

Deixe uma resposta