9 benefícios da prática Mindfulness

9 benefícios da prática Mindfulness

Já deste por ti a pensar que, por vezes, parece que a vida passa por nós sem que nos demos conta disso?

Vivemos para o imediato. Reagimos sem pensar.

Somos um robô em piloto automático.

E quando damos por nós… achamos que já é tarde demais!

Como nada é irreversível e sabemos o quão importante é estarmos centrados e presentes, vem conhecer os benefícios da prática do Mindfulness.

A Origem do Mindfulness

mindfulness

O Mindfulness é uma técnica de meditação comummente referida como o ato de focar a atenção na experiência pessoal sem qualquer julgamento.

Trazer a atenção, estar concentrado numa atividade pessoal, sem julgamento.

A sua origem não é 100% consensual, sendo que há muitas correntes de pensamento que atribuem a origem do Mindfulness a diferentes tradições religiosas.

Dada a sua ligação original a correntes religiosas e de modo que fosse mais universalmente aceite, o médico Jon Kabat-Zinn acabou por desvincular este conceito da sua componente religiosa, tradicional e ritual, tornando-o num conceito laico.

Para dar ainda mais credibilidade a esta prática, este médico criou um programa de treino 8 semanas, devidamente estrutura e fundamentado.

Esta padronização do treino possibilitou que este fosse objeto de estudos científicos, que acabaram por conseguir comprovar os benefícios da prática do Mindfulness.

Definição de Mindfulness

Mindfulness é “a consciência que emerge por meio de se prestar atenção no presente momento e no desenrolar da experiência momento a momento, de forma intencional e sem julgamentos.”

Jon Kabat-Zinn

Ou seja, toda a nossa atenção está no momento presente, plenamente aceite e sem qualquer tipo de julgamento.

É a capacidade de estar totalmente presente, consciente de onde estás, o que estás a fazer, sem que te deixes assoberbar por tudo o que se passa à tua volta.

Outra definição de Mindfulness é:

Mindfulness é “conhecer o que está acontecendo, enquanto está acontecendo, sem preferência.”

Rob Nairn

Ou seja, é possível detetar alguns elementos comuns e fundamentais na definição de Mindfulness:

  • Plena consciência ou atenção – estou presente e estou atento, de modo consciente, a tudo o que me rodeia;
  • Presente momento – por muito que seja impossível não estar fisicamente presente, a nossa mente divaga, flutua, perde-se. Através do Mindfulness a mente está onde o corpo está.
  • Não-julgamento, ou ausência de preferência, ou seja, atitude gentil, curiosa, compassiva, tolerante, para com a experiência – permite-nos ter uma visão mais expansiva, sem preferir o que está bem ou o que está mal. Numa postura de julgamento temos uma visão “tubular” direcionada ao que, p. ex. está mal ou não gostamos, não nos permitindo ver além disso.

Há uma outra definição, por Shinzen Young, que nos diz que o Mindfulness é composto por 3 habilidades fundamentais, que acabam por ser complementares aos 3 elementos mencionados anteriormente:

  • Poder de concentração: Trata-se essencialmente de ter uma atenção seletiva, habilidade de manter o foco naquilo que se deseja.
  • Clareza sensorial: Habilidade de compreender os estímulos sensoriais com precisão e alta resolução, compreender uma experiência através da sua divisão em componentes básicos.
  • Equanimidade: a capacidade de permitir que os eventos sensoriais vão e vêm sem resistência, ou seja, permanecer em equilíbrio sem suprimir os estímulos sensoriais e sem te deixares levar por eles

Diferença entre Mindfulness e Meditação

Diversas vezes surge a confusão entre Mindfulness e Meditação, se são uma e a mesma coisa, se são complementares…

Estão, sem dúvida, interligadas, mas não são exatamente o mesmo!

A meditação é, como o nome diz, a prática formal de meditação.

Trata-se de uma prática intencional, direcionada para uma experiência interior pessoal, com hora e lugar marcado, num ambiente controlado.

Já o Mindfulness passa pela tomada de consciência de tudo o que se passa à nossa volta, do que surge a cada momento.

No dia a dia funcionamos muitas vezes em modo automático, fazendo tarefas repetitivas sem pensar muito nisso, presos nos nossos pensamentos interiores…

Quantas vezes não conduzimos já até algum lado e, ao chegar, nem sequer nos lembramos do caminho que fizemos?

O Mindfulness permite que tenhamos atenção plena ao que fazemos e ao que nos rodeia.

Isto pode ser feito de forma informal (a qualquer hora e em qualquer local) ou formal (através da meditação).

Mas vamos lá compreender melhor quais os benefícios da prática do Mindfulness!

Principais Benefícios da prática do Mindfulness

felicidade

Deixamos-te uma lista (não extensiva) de alguns dos benefícios da prática do Mindfulness para a nossa vida diária:

  • Demonstramos mais autocontrolo (na gestão emocional e mental)
  • Somos mais objetivos (mais assertivos e mais claros na forma de comunicar e expressar)
  • Tornamo-nos mais tolerantes (o facto de termos mais consciência do que se passa e observarmos mais possibilidades vai fazer com que sejamos naturalmente mais tolerante, por oposição ao ser tolerante em esforço)
  • Espelhamos uma maior serenidade (se estamos bem connosco mesmos conseguimos manifestar maior serenidade)
  • Aumentamos a capacidade de concentração e foco (é um dos maiores benefícios, permitindo aumentar a performance e produtividade)
  • Demonstramos maior inteligência emocional
  • O batimento cardíaco diminui
  • A pressão sanguínea desce
  • Os músculos relaxam ao mesmo tempo que a tensão é libertada

Perante circunstâncias difíceis é normal que as nossas reações se manifestem não só por ações ou palavras, mas também fisicamente (transpiração, batimento cardíaco, respiração etc.).

Com a prática de mindfulness passamos a conseguir gerir melhor o que estamos a sentir e com isto controlar também o nosso corpo.

Os benefícios da prática do Mindfulness acabam por se fazer sentir na nossa mente, no nosso corpo, na forma como encaramos os outros assim como as situações do dia a dia.

O Mindfulness na Prática

Para que não te sintas bombardeado com teoria, vamos a uma pequena brincadeira, também partilhada pela Raquel Reis, que esta semana partilhou com a Membership do VAmos! Club imensas dicas sobre Mindfulness, que partilhamos neste artigo.

Toma atenção ao vídeo abaixo:

Nesta experiência, de Danniel Simmons fica patente que a nossa mente é seletiva e quando direcionamos a nossa mente para uma tarefa, facilmente ignoramos tudo o que se passa à nossa volta.

Há casos em que é bom! Ter um poder de foco que nos permite concentrar numa tarefa num ambiente ruidoso, por exemplo.

Mas também pode ser limitador… quando nos focamos em algo mau ou de que não gostamos e não nos permitimos ver para além disso.

A nossa mente não se expande e não nos permite ver outras possibilidades. Ou seja, logo à partida limitamos as nossas escolhas.

Através do Mindfulness eu tenho consciência da presença de todas as coisas (boas / menos boas) e sem julgamento.

E assim eu consigo escolher aquilo em que me quero focar, mas de forma consciente.

Conclusão

relaxar

Todas as práticas têm os seus benefícios, desde que haja regularidade!

Não te esqueças que o teu corpo demora cerca de 28 dias a criar uma nova rotina, desde que a faças de forma consistente.

Queremos que sintas os benefícios da prática do Mindfulness a 100%!

Além disso, o velho ditado “corpo são em mente sã” aplica-se na perfeição pois uma mente sã apenas é possível num corpo são.

Quando o corpo não está saudável a mente só se consegue forcar na sobrevivência do corpo, não permitindo que a mente se foque no essencial.

E nós, como Assistentes Virtuais, estamos sempre a tentar dar o nosso melhor a cada cliente, entregar valor adicional e temos sempre receio de que não seja suficiente.

Queremos que as ferramentas que a Raquel Reis trouxe até ao Vamos! Club te ajudem a conseguir alcançar o Mindfulness que, sem dúvida, te trará mais consciência para o teu negócio!

Deixe uma resposta