You are currently viewing 3 erros a evitar quando começares o teu negócio como Assistente Virtual

3 erros a evitar quando começares o teu negócio como Assistente Virtual

Quando nos lançamos num projeto profissional nosso, o sonho pode ser gigante.

Mas o foco será sempre um (pelo menos o principal, vá): ganhar dinheiro com o nosso trabalho.

Por este motivo, há passos que podemos seguir para que o sucesso esteja mais garantido do que a tender para o ralo.

clog episode 5 GIF

No curso da Vera, uma das co-fundadoras do VAmos! Club, há três erros básicas que ela começa por abordar e que muitas pessoas escolhem ignorar:

  • Definir os teus objectivos a curto, médio e longo prazo;
  • Definir o nicho que pretendes trabalhar;
  • Definir a tua persona (ou cliente ideal).

Estes são os 3 erros a evitar quando começares o teu negócio como Assistente Virtual para evitar perder tempo e dinheiro.

Se és uma das pessoas que ainda acredita que os objectivos se vão criando conforme o tempo vai passando, que afunilar o mercado de trabalho te vai fazer perder clientes, e que definir a tua persona é só perder tempo…

… Então continua a ler este artigo, porque vamos desfazer já cada um destes mitos do empreendedorismo.

3 erros a evitar quando começares o teu negócio como Assistente Virtual

Objetivos no papel e, preferencialmente, à vista

Os objetivos, juntamente com o teu propósito e mindset, vão ser a base de todo o teu negócio.

Se esta tríade for sólida, o teu projecto também o será – como a casinha de tijolos dos três porquinhos. 

O empreendedorismo tem muitos pontos a seu favor.

Mas pode também ser incrivelmente solitário e difícil de suportar quando as coisas correm menos bem.

Por muito que saibamos que, às vezes, é preciso dar um passo atrás para dar um salto gigante para a frente, só conseguimos encarar as adversidades próprias de um trabalho dessa forma quando já as ultrapassámos.

Por isso mesmo, ter os teus objetivos bem definidos vai ser um dos teus melhores apoios quando a maré estiver menos boa para ser navegada.

Escrever os objetivos e deixá-los expostos na tua zona de trabalho ajuda imenso!

Os objetivos que definires para ti devem coincidir com o teu propósito, com os teus valores e com a tua missão.

E têm de ser SMART (é uma sigla inglesa, que basicamente quer dizer que os objectivos devem ser específicos, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais).

Aconselhamos-te vivamente a dedicar um pouco do teu tempo a isto, quer estejas a começar agora o teu negócio, ou já lançado e a perder o rumo.

Também o deves fazer periodicamente, para perceber se tens de ajustar os objetivos ou se está tudo bem como está.

E lembra-te sempre: com objetivos definidos:

  • Vais ter menos custos (o teu foco será mais certeiro)
  • Vais ter mais motivação (porque sabes qual é a meta que pretendes alcançar)
  • Vais andar muito menos à deriva.

A importância de definir o teu nicho

O nicho é um grupo menor dentro de um setor, com necessidades e interesses específicos.

Podemos defini-lo de 4 maneiras:

  • Demograficamente (idade, género, etc.) ;
  • Psicograficamente (estilo de vida, personalidade, etc.);
  • Geograficamente (local onde vivem ou onde actuam);
  • Comportamentalmente (hábitos de consumo, comportamentos).

No entanto, do ponto de vista prático, o melhor é pensar nestes desta forma e definir assim o teu nicho:

  • Tipo de serviços que pretendes prestar,
  • Setor económico
  • Tipo de pessoa com quem queres colaborar.

Por norma, quando se fala em definir um nicho específico, a primeira coisa que nos vem à cabeça é: “se diminuo muito o meu raio de ação, de certeza que vou perder clientes!!

High School No GIF

Vejamos: marcas como a Nike ou a Adidas só vendem roupa desportiva ou artigos relacionados com desporto, certo?

Mais caro ou mais barato, nas lojas normais ou em outlets, o nicho delas é esse: desporto.

O mais provável é que nunca encontres um fato de cerimónia da Nike ou um conjunto de cama da Adidas.

E porquê?

Porque isso não é o mercado destas empresas.

Ainda assim, achas que não têm lucros de milhões de euros anualmente? Com certeza que têm.

Definir (de forma mais ou menos rígida) um nicho vai ajudar-te a concentrar todos os esforços nele e a começar a ver resultados sólidos mais rapidamente.

Definir um nicho é como começar a namorar: se dispararmos para muitos lados, vamos tentar agradar a gregos e a troianos e nunca vamos conseguir seguir uma linha equilibrada.

Portanto, o segundo passo deve ser SEMPRE definir o mercado com que queres trabalhar! (deixa o resto para outras pessoas e torna-te o melhor no teu nicho)

Por que é crucial teres uma persona bem definida

Por último, mas não menos importante, é perceber para quem é que vais falar. 

A persona é uma representação fitícia do teu cliente ideal.

Uma espécie de perfil detalhado, baseado em dados mais ou menos reais, sobre comportamento, características demográficas, histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações.

Criar uma persona é um dos passos mais importantes de estratégia de Marketing Digital do teu negócio, pois todo o conteúdo que vais criar para atrair clientes vai ser baseado nela.

De quem queres captar a atenção? Quem é que vai querer ler os teus posts nas redes sociais? Quem é que vai perceber que tu és uma mais-valia?

Estas e outras questões devem ser colocadas por ti mesmo, no momento de definir a tua persona.

Este avatar (outro nome para “persona”) deve ser o mais personalizado possível: dá-lhe um nome, uma idade, morada, profissão, hobbies, etc.

Só assim vais conseguir literalmente visualizá-lo e comunicar directamente com ele.

E porque é que não deves descurar este passo? Porque isto vai ajudar-te a:

  • Determinar o tipo de conteúdo que vais colocar nos teus canais de comunicação, para que possas atingir os teus objetivos de forma mais rápida e eficaz; 
  • Definir o tom e o estilo do teu conteúdo;
  • Desenhar estratégias de marketing; 
  • Definir os tópicos sobre os quais vais escrever;
  • Perceber onde os teus possíveis clientes passam mais tempo e onde procuram informação.

Claro que nem sempre vais trabalhar com a tua persona, e, sim, podes também reconstruí-la e adaptá-la à tua evolução.

Mas deves tê-la presente em todos os momentos.

Desta forma, a tua comunicação será mais objetiva e os clientes acabarão por chegar até ti de forma mais natural.

Conclusão

Agora que já sabes quais os 3 erros a evitar, é natural que te surjam outras dúvidas e questões.

Nem sempre é fácil definir isto tudo e termos a certeza de que estamos no caminho certo.

Mas também há solução para isso!

Na membership VAmos! Club há sempre alguém para te ajudar, para te dar uma palavra de ânimo.

Mais: como é uma comunidade fechada para assistentes virtuais, toda a gente vai entender as tuas frustrações e motivos de vitória (às vezes é difícil quando não nos entendem, não é?).

Usa o formulário do lado direito e entra na nossa mailing list para receber novidades todos os meses e ser avisado/a sempre que abrirem as inscrições.!

Deixe uma resposta